quarta-feira, março 18, 2009


Comprei, comprei. Não caibo em mim de contente, sou um novo homem. Minha vida mudou.
Ei, alguém sabe como se chama o mouse em Portugal? No site da Nespresso, de onde tirei a foto do post, dizia: "clique com o botão direito do rato". Será que eles falam assim por lá, raios? Ou é só uma tradução mal-feita (ainda tem hífen nesta última? Ainda tem acento em "hífen")?
A verdade é que sucumbi a um desses produtos que o obrigam a depender do fabricante foreeever pra comprar o refil - o copinho de alumínio selado que contém o café. O tipo de comércio mais sacana, porque rende uma fidelidade compulsória. Ainda por cima, o treehugger.com denunciou que apenas 1% das compras de café da Nestlé são de manejo sustentável, e que mesmo assim não respeitam toooodas as regras da FLO International. Querem mais? Ainda acusam os copinhos de não serem recicláveis. Mas o menino da loja diz que são, e ofereceu seu estabelecimento pra que eu leve os meus. Ha. Queimar gasoláine atravessando Campinas até o Iguatemi, que fica no c* do Juda, pra entregar copinhos usados. Esse negócio de virar verde é complicadíssimo, viu...
Pois bem, querem saber por que sucumbi? Porque é o melhor café que já tomei na vida. Pronto, falei. É melhor que o Lavazza que temos na clínica - este ainda menos verde, porque também tem um copinho próprio, mas de um plástico duríssimo e pesadíssimo. Pensem nas crianças mudas telepáticas no café saindo daqui de Minas, queimando querosene de avião até a Itália (ou até a Suíça, no outro caso), sendo acondicionado dentro de meio quilo de plástico por dose, e então voando sobre o Atlântico de volta. Acho que estamos perdendo essa guerra, if you ask me. Mas vão até à loja e provem. Hão de concordar comigo que é pra tomar de joelhos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Sim é Rato mesmo. O velho mundo é mais rígido com os neologismos... eu, por exemplo, não desgrudo do meu ordenador portátil, mas nunca uso o rato.

Patricia Scarpin disse...

Havia propaganda disso por todas as cidades da Europa quando estive lá, fotinha do George Clooney junto, etc. Mas como não gosto de café - só do cheiro - não me interessei.
Pelo menos não é aquele café da merda do bichinho. :D

Marina disse...

Essas cafeteiras estão em todas as lojas por aqui! Daqui a pouco começam a vender na banca de revista. Ainda não é barato, as mais baratas custam 90 euros, mas tem vários modelos...
Só que tem um modelo da Nestlé, diferente de todos os outros, que vem com uns copinhos maiores! Assim ficamos mais obrigados a consumir so o deles! Pq os outros todos usam o copinho do mesmo tamanho... Será que me fiz entender? :)