quarta-feira, dezembro 10, 2008

O desepero por ser moderno, por ser notícia, ultrapassou todas as fronteiras. Hoje o UOL noticiou - num "videocast", vejam que chique (mais chique ainda é incorporar esses neologismos como se fossem palavras de infância, sem nem mexer a sobrancelha), que o Zé do Caixão lançou um livro para crianças. De terror. Tem uma entrevista com o macróbio, cheia de gerundismos, em que ele fala das "mensagi pras criança". Quem, neste mundão velho sem porteira, pode achar um motivo pra existir tanto desperdício - de idéias, de papel, mídia e paciência?

2 comentários:

a.s.p. disse...

O mundo está perdido :-) Vou estar conferINDO a entrevista para rir também ou chorar.

Patricia Scarpin disse...

Hahaha, ele é uma coisa ridícula.
te contei, né? de quando eu era pequena e a ex-mulher dele morava na esquina da minha casa. quando ele aparecia a molecada sumia da rua.