terça-feira, setembro 16, 2008

Quando era menino ganhei uma vez um bolo de fubá numa quermesse, vejam que coisa maravilhosa. Pois nunca mais ganhei naaadaaa, até hoje: acabei de ser sorteado pra passar um dia num day spa bacana da cidade! Fui a uma loja de vinhos do Iguatemi outro dia e comprei um branco do sul da Itália muito bom, chamado A-Mano. Tenho horror a preencher cadastro de loja, mas o vendedor foi tããão solícito que não tive coragem de ir embora sem preencher o papelzinho. Pois bendita a hora em que fiz isso. Rendeu-me um regalo. Um mimo. Um agrado. Já marquei uma massagem com pedras quentes, acatando a sugestão da atendente do lugar (que fica no shopping center também).
Estou agora um pouquinho preocupado, no entanto. Ela me explicou que a massagem relaxante é feita com as mãos primeiro, e depois com as pedras. Será que vão me apertar as costas com pedras? Será que são muito quentes? Será que já puseram nas costas de alguém com pereba antes? Pensando bem, se pudesse escolher pediria pedras esterilizadas, e à temperatura ambiente.
Pra acabar de desancar meu presente, achei outra coisa pra implicar: de onde é que se tirou a idéia - agora hegemônica - de que tudo que se relaciona a spa/relaxamento/dicas "alternativas" de saúde (o que quer que isto signifique) tem que ter um budazinho no meio, ou a palavra "zen", ou incenso no palitinho, como se fosse privilégio dos orientais o conhecimento sobre essas coisas? Onde fica a tradição européia dos spas e estações termais, por exemplo? Aliás, fiéis leitores, FYI: Spa é um topônimo, que designa a estância termal belga de longa tradição no negócio.

2 comentários:

Patricia Scarpin disse...

Vulgarizou, né? Mas tem umas massagens que são gostosas.
Fui conhecer uma vez uns tratamentos desses num spa pequeno que havia lá perto de casa. Ao chegar, primeiro choque - era UM terapeuta. Homem. Ok, tenta não ser tão 1600s, menina. Siga em frente. Daí ele vira e diz que posso tirar TODA a roupa e deixar ali numa cadeira no cantinho. Hã? Ou, como diria o Didi quando não me causava engulhos, "Cuma"? Saí correndo. Conservadora, vitoriana, whatever. Nem pensar.

Essa história de ganhar coisas é algo de família, mas os genes não me pertencem, não. Meu pai e meu irmão, ah! Dá raiva! Eles ganham TODAS as rifas, sorteios, etc. Meu irmão já ganhou até carro.

Bia disse...

just go and relax... eu vou no spa do galleria 6a. feira. to precisando mesmo... stress total ultimamente...